Sexta, 26 de Novembro de 2021
°

-

Polícia Condenação

Irmãs que mataram mulher a facadas em Matinha são condenadas a 34 anos de prisão em regime fechado.

Tainara foi condenada a 18 anos e 8 meses de prisão. Já a condenação de Tainar foi de 16 anos e quatro meses. Ambas cumprirão as penas em regime fechado.

25/11/2021 às 16h28
Por: Ismael Leon Fonte: Blog do Gilberto Lima
Compartilhe:
Irmãs que mataram mulher a facadas em Matinha são condenadas a 34 anos de prisão em regime fechado.

 

As irmãs Tainar dos Santos e Tainara dos Santos, que mataram a jovem Kelrry Daiana Ferreira Mouzinho, no dia 09 de abril de 2019, foram condenadas a 34 anos de prisão pelo Júri Popular nesta quarta-feira (24), na cidade de Matinha, a 191 km de São Luís.

 

Tainara foi condenada a 18 anos e 8 meses de prisão. Já a condenação de Tainar foi de 16 anos e quatro meses. Ambas cumprirão as penas em regime fechado.

 

O julgamento estava acontecendo desde as 9 horas da manhã desta quarta-feira (24), no auditório do Sindicato dos Servidores Municipais de Matinha, localizado na rua João Amaral da Silva.

 

A defesa tentou levar o julgamento para São Luis ou adiar a sessão, mas todos os pedidos foram negados pelo juiz que comanda o caso,  Alistelman Mendes Dias Filho. Elas foram pronunciadas em agosto de 2019, pelo juiz Celso Serafim, após serem denunciadas pelo Ministério Público.

O crime

Kelrry Mouzinho, de 25 anos, foi morta a golpes de faca em 2019, no município de Matinha. Durante uma festa em um povoado do município, a vítima teria se envolvido em uma discussão com Tainar dos Santos e Taynara dos Santos, e em seguida, trocaram ofensas por meio de uma rede social.

 

As duas assassinas chegaram armadas na casa da vítima, que foi atingida por seis golpes de faca. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias